quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Campanha ONU verde


Para conscientizar as pessoas sobre a necessidade de respeitar e proteger o meio ambiente, a Organização das Nações Unidas (ONU) está promovendo a Campanha ONU Verde. Para participar, basta preencher um cadastro e postar no site da campanha fotos ou filmes que mostrem o que você faz no seu cotidiano para cuidar do planeta.

O prazo para colocar o material no ar termina no dia 1 de Junho de 2010 - ainda há seis meses pela frente. Importante: só poderão ser incluídos fotos e vídeos feitos com um celular - explica-se: a campanha é feita em parceria com a operadora TIM. Cada participante pode enviar de até três fotos ou um filme de até 30 segundos, acompanhados por um texto com no máximo 100 palavras que descreva a ação.

As 10 melhores fotos selecionadas vão ser expostas no site da campanha. Já os 5 vídeos selecionados serão exbidos pela MTV Brasil - outra parceira da ONU na campanha - em 5 de junho de 2010, Dia Mundial do Meio Ambiente.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Campanha do Greenpeace mostra líderes envelhecidos



Interessante a série de anúncios que o Greenpeace e a campanha Tic Tac fizeram para pressionar os líderes políticos mundiais durante a COP-15. Nos cartazes que foram espalhados pelo aeroporto da cidade de Copenhagen, onde acontece a conferência da ONU sobre o clima, dirigentes de alguns países são mostrados idosos, como se estivessem em 2020, declarando: "Desculpe, nós poderíamos ter impedido mudanças climáticas catastróficas... mas não impedimos".

Entre os escolhidos para ilustrar a campanha estão o presidente dos EUA, Barack Obama, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, o presidente russo, Dmitry Medvedev, e o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva. Resta saber se eles vão querer deixar essa herança para as futuras gerações. Esperemos que não.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Óleo de cozinha não é vilão?


Já há algum tempo têm sido realizadas campanhas de recolhimento de óleo de cozinha para evitar seu descarte pelo esgoto doméstico. E acabo de ler um artigo muito interessante do físico Germano Woehl Júnior no Portal do Meio Ambiente, chamado O Uso do Óleo de Cozinha, sobre o que pode estar por trás dessas campanhas. Segundo ele, tem gente que está se aproveitando da boa-fé das pessoas para ganhar dinheiro com o óleo de cozinha usado.

Como nada é verdade absoluta quando se fala em meio ambiente - vide os especialistas que contestam as causas humanas do aquecimento global -, vale a pena conhecer o que diz Woehl, que é um dos fundadores do Instituto Rã-bugio para a Conservação da Biodiversidade, e refletir sobre essa prática. Evita-se, com isso, cair em armadilhas criadas pelos espertalhões de plantão.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Capa de chuva ecológica: feita de batata!


Já pensou como seria interessante ter uma capa de chuva plástica que, depois de usada, não virasse lixo e você pudesse plantar no seu jardim? Pois isso já é realidade na Europa.

Segundo a revista inglesa OK!, a empresa espanhola Good4Environment desenvolveu uma capa de chuva de plástico biodegradável a partir de batatas e outros materias naturais. Depois de algum tempo de uso, a capa pode ser enterrada e virar um jardim, quando as pequenas sementes que fazem parte do tecido forem regadas e começarem a germinar. De acordo com o fabricante, há tecidos com sementes de plantas aromáticas, flores e árvores da região mediterrânea.

Um pouco estranho, mas é uma boa idéia para reduzir a quantidade de plástico descartado no ambiente.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Para cuidar melhor da sua cidade


Os cidadãos que querem contribuir para a melhoria da qualidade de vida na sua cidade têm mais um portal à sua disposição: é o Cidade Democrática. O site foi criado com o objetivo de estimular a mobilização da população em torno de questões de interesse público e coletivo.

Para participar, basta criar um perfil, como em qualquer rede social, e começar a interagir e a colaborar com os demais usuários. Os internautas cadastrados - cidadãos, ONGs, empresas e órgãos do governo - podem discutir os problemas que afetam a cidade onde vivem - em qualquer parte do Brasil - e apresentar propostas para melhorar a situação. O portal permite a livre criação de temas de discussão, que podem tratar de questões em âmbito local (bairros) e municipal, mas também de problemas nas esferas estadual e nacional.

O criador do Cidade Democrática é o Instituto Seva, ONG que trata de temas como juventude, novos modelos de negócios sustentáveis, saúde, cultura, empreendedorismo social e meio ambiente. Para entender melhor como funciona o portal, assista ao vídeo abaixo.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Por falar em carros e poluição...

Os automóveis não são os únicos responsáveis pelo aquecimento global, mas têm uma grande parcela de responsabilidade - bem como pelo caos no trânsito das grandes cidades. Por isso, reproduzo aqui o texto sobre o sistema Fiat eco:Drive publicado pela minha amiga Luciana Sato, que anda de olho nas ações de marketing criativas que andam surgindo por aí - muitas com foco na sustentabilidade, ainda bem! Os filmes estão em inglês.

Cases e Causos - por Luciana Sato
Numa época em que falamos em redução de impacto ambiental, a Fiat lança um sistema que mede o quanto o automóvel causa de impacto, dá dicas de como diminuir o consumo do automóvel (consequentemente poluição) e permite o compartilhamento das informações com os amigos (rede social é a bola da vez).

Acho que o que faltou foi:
1) mostrar se esse modelo de carro consome e impacta menos que os seus similares;
2) propôr formas de compensar ou reduzir ainda mais esse impacto (ex.: plantar x árvores, procurar dar carona para alguém, procurar otimizar trajetos...)

De qualquer forma, a iniciativa é válida e a comunicação, super bacana!



terça-feira, 8 de dezembro de 2009

As cidades mais "verdes"


Você sabe o quanto a cidade onde você vive cuida do meio ambiente? Então dê uma olhada na lista de municípios certificados do Projeto Município Verde Azul, divulgada na última semana pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Os 156 primeiros colocados atingiram mais de 80 pontos de média, por terem cumprido todas as diretivas estabelecidas pela Secretaria, e vão receber o certificado de Município Verde Azul - em 2008, foram apenas 44. O município campeão foi Santa Fé do Sul, pelo segundo ano consecutivo. Em segundo lugar ficou Novo Horizonte e, em terceiro, Guaraçaí. A cidade de São Paulo não conseguiu o certificado em razão do seu passivo ambiental.

A certificação foi criada com o objetivo de descentralizar a política ambiental, para que a gestão ambiental estadual ganhe eficiência e se valorize a participação da sociedade. Para ser avaliado, o município precisa aderir ao Protocolo Verde da Secretaria e apresentar um plano de ação para dez diretivas ambientais: esgoto tratado, lixo mínimo, mata ciliar, arborização urbana, educação ambiental, habitação sustentável, uso da água, poluição do ar, estrutura ambiental e conselho de meio ambiente. Para entender cada um desses itens, clique aqui.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Dicas de sustentabilidade da minha avó 4 - Reciclagem no Natal


Na casa da minha avó, embalagem de presente não ia direto para o lixo. Quando recebíamos os presentes, abríamos cuidadosamente os embrulhos e separávamos fitas, caixas e outros apetrechos. Ela guardava tudo o que podia ser reaproveitado num armário e usava esses materiais para embrulhar os próximos presentes de aniversário e de Natal. Com isso, ela evitava a geração desnecessária de lixo, economizava o dinheiro que usaria para comprar embalagens e ainda elaborava pacotes criativos e originais, que os netos adoravam.

Hoje sigo o hábito da minha avó de guardar pacotes e adereços de presentes e reutilizá-los nas mais diferentes ocasiões. Quando o embrulho tem a marca de alguma loja específica, escondo o logotipo com alguma pintura, adesivo, papel colorido ou laço, o que dá uma cara nova e original ao pacote.

Outra prática da minha avó no Natal era enfeitar o pinheiro com bombons, em vez de usar bolas de vidro ou de plástico. Ficávamos encantados, esperando sua permissão para devorar aqueles "enfeites" tão gostosos, mais desejados do que qualquer sobremesa. Inspirada por ela, já há alguns anos decidi trocar a árvore de Natal por um calendário de feltro, com pequenas bolsas em cada dia do mês de dezembro - muito simples de fazer. Em cada uma delas, coloco pequenas guloseimas que minha filha pode comer no dia correspondente. Assim, ela vai contando os dias para a tão esperada noite de Natal.

Atitudes simples como essas podem fazer do Natal, uma data tão propícia ao consumo desenfreado - e, por consequência, ao desperdício -, em uma data mais próxima do seu conceito inicial.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Show em favor dos direitos dos animais


No próximo dia 13 de dezembro, a ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais) vai promover no Parque da Independência (Museu do Ipiranga), em São Paulo, o show gratuito “ANDA – Música e Consciência – Pelos animais, pelo Planeta” com o objetivo de sensibilizar a população em relação aos direitos animais e à preservação do planeta.

O evento, que começará às 11 hs e terá 6 horas de duração, contará com a participação de Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Fernanda Porto, Projeto Pequeno Cidadão, Palavra Cantada, Jair de Oliveira, Sananda, Banda Stevens, Renato Teixeira, Banda Pecora, Robson Miguel, Fernando Anitelli, Gabriela Veiga, Galdino Octupus e Willians Marques. Além das apresentações de música, o artista plástico Alexandre Huber pintará um painel, com ajuda das crianças, sobre a vida nos oceanos.

O show faz parte das atividades relacionadas à 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a Cop 15, que acontecerá entre os dia 7 e 18 de dezembro em Copenhagen, na Dinamarca.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Nota Verde para carros de 2009


Se você não consegue abrir mão de usar carro, pelo menos fique de olho na quantidade de emissões do seu veículo. O Ministério do Meio Ambiente acaba de lançar a nova versão da Nota Verde, ferramenta que avalia com estrelas os carros fabricados em 2009 de acordo com seu índice de emissão de monóxido de carbono, hidrocarbonetos e óxidos de nitrogênio - os menos poluentes recebem 5 estrelas e os mais, uma estrela. A primeira versão, que incluía apenas os automóveis fabricados em 2008, que recebiam notas de 5 a 10, saiu no último mês de setembro.

Para conferir a nova lista da Nota Verde, clique aqui.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Xô, canudo!


Os canudinhos de plástico são quase onipresentes em bares e lanchonetes. Mas, apesar de práticos, podem causar alguns problemas, tanto para a saúde quanto para o meio ambiente.

Para evitar contaminação por bactérias, os canudos devem estar embalados em papel ou celofane. Só que não é o que acontece na maioria dos estabelecimentos - em geral, eles ficam expostos nas mesas e balcões sem proteção, sujeitos à manipulação de funcionários e clientes. Por outro lado, canudos embalados individualmente geram ainda mais lixo que os vendidos em sacos com grandes quantidades.

Por isso, o ideal é não usar canudos e tomar líquidos em copos reutilizáveis ou diretamente da garrafa ou da lata, se estiverem em condições adequadas de higiene. Assim se evita, ao mesmo tempo, a contaminação e a produção desnecessária de resíduos a serem descartados após o uso.