quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Grifes nada sustentáveis


O Greenpeace lançou um novo relatório, o Dirty Laundry Report, que mostra que prestadores de serviços de grifes famosas como Nike, Adidas, Puma, Lacoste, Calvin Klein e H&M são responsáveis pela contaminação de rios da China, o maior produtor mundial de tecido. Como se não bastasse isso, confeccções que produzem peças para a grife Zara foram flagradas em São Paulo utilizando trabalhadores estrangeiros em condições análogas à escravidão - veja a matéria completa feita pela agência Repórter Brasil.

Isso mostra que, mais do que nunca, é preciso estar muito consciente ao consumir qualquer tipo de serviço ou produto. Porque propaganda sobre sustentabilidade todo mundo faz, mas colocar isso em prática no dia a dia dos negócios só poucos, muito poucos. E já não dá mais para jogar a culpa só nas costas dos fornecedores irregulares, porque não cola. A arma do consumidor para mudar esse quadro? No caso das grifes denunciadas pelo Greenpeace, é possível participar da campanha É tempo de desintoxicar. Ou então usar o velho e bom boicote.

Nenhum comentário:

Postar um comentário