quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ficha Limpa, mais uma vez


Ontem o debate no STF foi quente sobre a questão da validade da Lei Ficha Limpa para essas eleições. Infelizmente, pudemos ver que vários ministros são contra sua vigência já nessas eleições. Lamentável! Gostei da colocação do ministro Carlos Ayres Britto, de que a probidade não pode esperar.

É um absurdo que haja gente que acha que possa. Bom, mas o que esperar de políticos corruptos que só pensam no próprio interesse? Eles não querem mesmo perder a mamata. Muito me espanta é ver ministro do Supremo concordar com isso, apesar do clamor da poulação. Por isso, mais uma vez publico o manifesto do Avaaz, defendendo a manifestação de todos os que são a favor do Ficha Limpa aos ministros reticentes.

Manifesto Avaaz
O STF pegou fogo ontem enquanto os Ministros debatiam a constitucionalidade da Ficha Limpa por mais de 4 horas. A decisão foi adiada para hoje e o resultado final irá determinar se os 242 corruptos, incluindo Paulo Maluf e Jader Barbalho, poderão se eleger dentro de duas semanas.

Nós só temos algumas horas para mostrar para os Ministros que são contra a Ficha Limpa, que toda a sociedade brasileira apóia esta lei, e que queremos que eles representem o povo, não os criminosos, quando votarem hoje.

Os Ministros contra a Ficha Limpa são Celso de Mello, Marco Aurélio, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ellen Gracie e Cezar Peluso. Vamos ligar para eles agora, inundando seus escritórios com mensagens de todo o Brasil dizendo a mesma coisa: "Queremos que você defenda a constitucionalidade e a aplicação imediata da Ficha Limpa". Leva apenas 2 minutos, clique abaixo para ver os telefones:

http://www.dicasdebrasilia.com.br/078/07807001.asp?ttCD_CHAVE=4301&ttParametros&btImprimir=SIM

O Ministro Carlos Ayres Britto foi o grande herói do dia, defendendo ferozmente a aplicação imediata da Ficha Limpa. Ele, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Joaquim Barbosa irão votar com o povo brasileiro, a favor da Ficha Limpa.

85% dos brasileiros apóiam a Ficha Limpa e mais de 2 milhões se mobilizaram pela aprovação da lei. Juntos, nós geramos uma onda de esperança por um governo sem corrupção nunca antes vista. Este poderá ser só o começo de uma política que trabalha para o povo e não os bolsos dos políticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário