quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Boa notícia: camada de ozônio se recupera



De acordo com pesquisadores europeus, que analisaram dados atmosféricos nas duas últimas décadas, houve um pequeno aumento na quantidade total de ozônio presente na camada que filtra a luz solar e protege o planeta dos raios ultravioleta. A sua diminuição, que foi constatada há mais de 30 anos, aumenta a ocorrência de doenças provocadas por exposição intensa à luz solar, como catarata e câncer de pele, além de prejudicar a vida marinha e provocar o derretimento anormal das calotas polares.

A análise dos dados obtidos por satélites mostra que houve uma redução na camada de ozônio de 1979 a 1997. A partir de então, tem havido um pequeno aumento. Embora os números da recuperação sejam baixos - cerca de 1% por década -, os pesquisadores acreditam que a tendência é que haja uma recuperação significativa no ozônio nos próximos anos.

Se todos nós contribuirmos com a redução das emissões de gases nocivos na atmosfera, com certeza isso ocorrerá.




Nenhum comentário:

Postar um comentário