sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Dicas de sustentabilidade da minha avó 2 - desperdício de comida

Minha avó tinha horror ao desperdício de comida - ela dizia para os netos que isso era pecado. E, confesso, herdei isso dela. É uma das coisas que mais me deixa mal, ainda mais se pensarmos quanta gente passa fome por aí. Então, o que ela fazia e que eu faço: estoco na despensa apenas alimentos não perecíveis. Os outros compro conforme a necessidade. Por isso, vou toda semana à feira ou ao supermercado (usando sacolas retornáveis) e aproveito para trazer as frutas e legumes da safra. Assim, dá para variar bem o cardápio e comer comida fresca sempre. E quando sobra alguma coisa das refeições - o que tem sido cada vez mais raro, porque também me disciplinei a cozinhar apenas a quantidade que a família vai comer -, no dia seguinte crio algum novo prato com as sobras.

Como já deu para perceber, essa prática também ajuda a economizar dinheiro. Comprando só o necessário, não jogamos nada fora e gastamos menos nas compras. E ainda contribuímos com os produtores locais de alimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário