segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Produtos baratos podem esconder trabalho forçado

Você já imaginou como se mantém a indústria de produtos muito baratos? De acordo com a Organização Internacional de Migrações (OIM), sua base está na exploração de trabalho forçado, que atinge mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo.

Para acabar com o problema, a OIM acaba de lançar uma campanha para envolver os consumidores no combate ao tráfico de pessoas - chamada What's Behind the Things We Buy (o que está por trás das coisas que compramos, em português). Seu objetivo é levar os consumidores a questionar o que leva um produto ou serviço a ser vendido por um preço muito baixo. Segundo a OIM, é fundamental que se conheça a origem do que se compra e de que forma é produzido.

Então, quando você se deparar com produtos baratíssimos, lembre-se de saber de onde eles vêm. Dá trabalho, mas você contribui para evitar que pessoas sejam exploradas e traficadas para dar lucro a empresários inescrupulosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário